música
Buscador

Letra de Ternura - Ricardo Ribeiro

Letra de canción de Ternura de Ricardo Ribeiro lyrics

Desvio dos teus ombros o lençol
Que é feito de ternura amarrotada
Da frescura que vem depois do sol

Quando depois do sol não vem mais nada

Olho a roupa no chão - que tempestade
Há restos de ternura pelo meio
Como vultos perdidos na cidade
Onde uma tempestade sobreveio

http://www.coveralia.com/letras/ternura-ricardo-ribeiro.php
Começas a vestir-te, lentamente
E é ternura também que vou vestindo
Para enfrentar lá fora aquela gente
Que da nossa ternura anda sorrindo

Mas ninguém sonha a pressa com que nós
A despimos assim que estamos sós



Vota esta canción:
0/10 ( votos)

Discos en los que aparece esta letra:

La letra de canción de Ternura de Ricardo Ribeiro es una transcripción de la canción original realizada por colaboradores/usuarios de Coveralia.
Ricardo Ribeiro Ternura lyrics is a transcription from the original song made by Coveralia's contributors/users.

¿Has encontrado algún error en esta página? Envíanos tu corrección de la letra